Voltar para notícias
08 de março de 2021
Notícia

Para todas as pessoas que se perguntam “por que celebrar o dia das mulheres?”

O Dia Internacional da Mulher, nesse ano de 2021, cai em uma segunda-feira, dia de começar uma nova semana de trabalho e voltar para a rotina, o que nos faz levantar um fato inegável: Estamos um século longe da equidade de gênero, isso, de acordo com o Fórum Econômico Mundial.

É evidente, portanto, que precisamos do Dia Internacional da Mulher, para lembrar que a equidade beneficia homens e mulheres igualmente. Mas, ao percorrer minhas plataformas de mídia social, vejo que já hoje, dois dias antes dessa data chegar, comentários como: ‘não acabamos de ter um dia desses?’, ‘mas e o dia dos homens, quando vai ter?’, ‘precisamos mesmo de um dia internacional para as mulheres?’- e isso é, de certa forma, preocupante.

O quanto é desconcertante que o Dia Internacional da Mulher se torne um assunto polêmico e seja tratado por alguns como algo nocivo quando seu único objetivo é fazer com que homens e mulheres andem juntos, lado a lado, como iguais? Mas de fato, essa reação negativa pode ser fruto de um mal-entendido sobre o que é o Dia Internacional da Mulher e porque todos, homens e mulheres, devem celebra-lo.

Você sabia que esse dia também é referido como Dia da Conscientização Civil e Dia da Anti-discriminação? É um dia para olharmos com igualdade a todos que estão ao nosso redor e desejar uma vida mais digna e uma maior valorização profissional daqueles que ainda possuem alguns de seus direitos negados e sofrem opressão.

A mais de 100 anos o Dia Internacional das Mulheres é comemorado, desde 1911, e a sua mensagem permanece a mesma de quando foi iniciada - uma pauta que já esgota a sanidade de qualquer mulher que tente explica-la e nunca é ouvida mas que nunca perde a validade - que é celebrar as conquistas sociais, econômicas, culturais e políticas das mulheres, mas também para marcar um apelo para acelerar a paridade de gênero.

E quanto ao dia dos homens? Enquanto as mulheres não estiverem no mesmo degrau que eles, eles possuem todos os outros 364 dias do ano, uma vez em que vivemos em um mundo onde os homens possuem tantos privilégios, estes que são negados diariamente a muitas mulheres. 8 de março vem para lembrar que devemos dar e amplificar as vozes femininas para que possam exigir que todos os seus direitos sejam respeitados.

E para você, mulher, que pessoalmente não sente nenhum tipo de discriminação, e que considera que é tratada como igual por todos os homens que te rodeiam, saiba que isso é incrível e uma grande conquista, mas que esse dia não se trata de individualidade e sim sobre todas as mulheres ao redor do mundo!

Muitas de nós já vivemos em um sistema 'acordado', um sistema que ainda não é perfeito mas onde nosso gênero não parece estar nos impedir de correr atrás dos nossos sonhos, de termos um cargo alto em uma empresa - mesmo que mais difícil de ser alcançado, ou até mesmo de abrirmos nosso próprio negócios, mas e quanto às nossas irmãs internacionais? As nigerianas, onde os homens são, legalmente autorizados, a serem violentos para fins corretivos? Ou as mulheres que vivem em Malta onde um homem pode estar isento de punição por sequestrar uma mulher se ele se casar com ela? Ou as meninas, crianças com sua inocência perdida em mais de 100 países onde o casamento infantil é legalizado? Essas mulheres de vozes tomadas podem contar com a nossa voz pedindo justiça, respeito e amor. Considere nesse Dia Internacional da Mulher e os outros que ainda estão por vir, um dia de refletir e se fazer ouvir as vozes de todas as reféns da opressão.

Juntos, homens e mulheres ao redor do mundo, podemos avançar em direção a um futuro onde olhemos para o próximo como igual e o Dia Internacional da Mulher poderá se tornar o Dia do Finamente Chegamos Lá.